quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

3 Days Detox Slim Liquid - A minha experiência



Miiiil desculpas pelo tempo que demorei a fazer a minha "reportagem". Vamos a algumas considerações.

Fiz o programa entre 29 e 31 de Janeiro, para terminar o mês em beleza e conseguir entrar em Fevereiro com o pé direito. 
O mês de Janeiro foi terrível. Não engordei nada nas festas (tive uma oscilação de peso de 0,5kg, nada de especial), mas as três primeiras semanas de Janeiro foram para esquecer. Foi um período de muito stress no trabalho (tinha acabado o período de estágio e não sabia quais os termos e se me iriam propor um contrato de trabalho), a minha mãe fez 50 anos e eu e o meu pai preparámos-lhe uma festa surpresa com a família e amigos numa semana (o meu pai é só a pior pessoa para organizar e decidir seja o que for), entre outras coisas que agora não interessam. Comecei a comer, comer, comer como uma maluca. Só para terem uma ideia, fazia tudo direitinho durante o dia, chegava a casa e fazia exercício e entre o jantar e a hora de dormir comia um pacote de bolacha maria. Isto durante 4 ou 5 dias seguidos, fora outras coisas que fazem muito mal. Além disso, tive um fim-de-semana romântico com o homem, o que não abonou muito a meu favor. Conclusão? Engordei mais de 3 kg em 3 semanas. A continuar assim, em 2 meses engordava 6 kg. Esta história outra vez, não...

Em Novembro de 2013 fiz uma desintoxicação na Liquid. Tive resultados incríveis. Emagreci 2,1 kg "imediatos" e a minha pele ficou incrível. Mas, mais do que este resultado imediato, o que me agradou neste detox foi o resultado a longo prazo. A partir dali tornei-me muito mais saudável, com mais disposição para tudo, mais alegre e segui uma boa alimentação facilmente. No final do meu estágio (14 de Dezembro), estava com 69,5kg. Podem não acreditar, mas há mais de um ano que que não tinha este peso. Aliás, em Junho de 2013 (altura em que disse aqui ter vergonha de dizer o meu peso) pesava, em jejum, 78,1 kg. 
Por isso, como devem imaginar, o meu feedback do primeiro detox que fiz é muito muito bom.

Para quem não conhece, 



Neste link podem obter todas as informações necessárias :)

Para terminar, devo dizer que não fiz o que era suposto, ou seja, não preparei bem o meu corpo para desintoxicação. A única premissa que respeitei foi a de não tomar café (já não tomo desde o Detox anterior) e de beber muita água.

Normalmente, as pessoas vão buscar os sumos todos de uma vez (ou pelo menos uma vez por dia) à Liquid (Rua do Almada, Porto). Como trabalho a 2 minutos a pé de lá, ia lá buscar todos os sumos, já que no trabalho não tinha espaço para os colocar. As meninas lá são incríveis, recomendo. São extremamente simpáticas, atentas e disponíveis. A menina da manhã abria-me a porta 15 minutos antes da hora para me dar o primeiro sumo.

5 estrelas para o serviço :)

O preço, para quem estiver interessada, são €98,40 para os 4 sumos e duas embalagens de chá. Se é caro? É muito caro, mas senti-me tão bem, fez milagres pela minha disposição, auto-estima e deu um boost na dieta, por isso dou por muito bem empregues. Desde então tenho bebido todos os dias de manhã um sumo verde feito por mim, que mais tarde posso mostrar-vos, se quiserem :)

Bem, acho que é isto. Provavelmente faltam informações, mas vamos começar o relato... :)

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

2.º Dia do Detox

Olá olá!

Desculpem não ter vindo cá relatar o dia de ontem, mas fiz mil coisas depois do trabalho. De qualquer forma, acho melhor organizar toda a informação e fazer os posts depois.

Como algumas sabem, este já é o meu segundo programa de desintoxicação da Liquid. Confesso que o que me está a custar mais desta vez é o frio. Beber 4 sumos durante 3 dias seguidos quando estão 7 graus lá fora, custa. Bebo bastante chá, mas não adianta. 

Até agora, não tive os sintomas de náuseas e vómitos (da primeira vez senti-me muito mal), e espero não ter. 

Está a correr tudo bem, mas já trincava qualquer coisa... :)

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Cá estou eu. Outra vez. Mas com novidades! :)

Olá olá!

Desde a minha última mensagem, já se passaram uns meses, mas confesso que não tive tempo para nada, e o blogue ficou um bocado para trás (como sempre). Mas, como amanhã vou começar um novo Detox da Liquid (3 days Detox Slim), achei por bem vir aqui dar-vos novidades e ir deixando algumas opiniões sobre o mesmo (uma vez que a primeira vez que fiz não deixei nenhum registo...). Estão interessadas? :)


quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Cá estou eu de volta (milésima vez, provavelmente)

Olá a todas!

Cá estou eu de volta. Outra vez. Mas, desta vez, não é para ser tão melodramática nem deprimida como das últimas vezes.

Já não escrevo cá desde final de Junho, altura em que estava "no fundo do poço".  O mês de Julho foi muito bom a todos os níveis; fiz imenso exercício físico, comi bem, diverti-me, vivi. Cheguei ao final do mês com menos 3 kg. 
Agosto chegou, assim como as férias de toda a gente, menos as minhas. Os meus meses de Julho, Agosto e Setembro (metade de Outubro, também), foram absolutamente alucinantes. O Porto assume-se, cada vez mais, como um destino turístico de eleição e trabalhar na área do turismo cultural numa cidade como esta é sinónimo de muito muito trabalho. Por muito bom que tenha sido trabalhar (o Verão passou a correr!), foram meses onde não tinha grande vontade (nem forças) para grande coisa, uma vez que quando chegava ao final do dia a casa havia sempre mais alguma coisa para fazer. No Verão o peso estagnou um bocadinho.

Outubro voltou a ser um mês mau (devo ter comido mais chocolate do que durante o ano inteiro), e Novembro está a ser muitíssimo equilibrado. Na semana passada fiz um Detox de 3 Dias da Líquid, o que me ajudou imenso. Desisti do ginásio (não valia a pena), e tenho-me sentido bem. 

Ainda falta bastante para voltar ao meu peso ideal. Na verdade, não sei (nem sei se acredito) se vou conseguir. Mas vou tentando. E não desisto. Conto convosco :)

terça-feira, 2 de julho de 2013

Vamos lá ao mês de Julho

Metade do ano já passou. E este ano não está a ser nada daquilo que eu imaginava que seria. Se me dissessem, no dia 31 de Dezembro de 2012, que estaria onde estou, não acreditaria.

A minha vida mudou muito, em parte para melhor. No que diz respeito ao peso, já sabem o que vos vou dizer.

O meu peso de hoje em jejum deixou-me chocada. Não só porque é o mais elevado dos últimos 2 anos e meio, mas porque também é mais elevado do que aquilo que seria suposto, tendo em conta a minha alimentação dos últimos tempos.

Não o vou escrever aqui. Tenho vergonha, muita vergonha. Espero vir cá no final do mês e olhar para trás e puder dizer "no início pesava isto, emagreci isto." Eu estava com esta vontade no início de Junho. Estava bastante confiante, e em 70% do mês posso dizer que me esforcei. O resultado? Mais 1,5 kg no lombo.

Na semana passada fiz a primeira sessão de pressoterapia. Sinceramente, não notei diferença absolutamente nenhuma, mas espero ter resultados a longo prazo.

Em relação ao ginásio, ainda não pus lá os pés. Na terça e na quarta estive de folga, e tendo em conta que o ginásio fica ao pé do trabalho (e demoro 25 minutos para lá chegar), não fui. Estive por casa e aproveitei para ir dar uma longa caminhada junto ao mar. Na quinta-feira foi dia de greve geral. Cheguei uma hora mais cedo do que seria suposto (fui mais cedo, com medo de haver muito trânsito) e quando chegou a hora de começar a trabalhar, disseram-me que podia ir embora, porque estávamos 5 pessoas a trabalhar num espaço onde deveríamos estar apenas 2 (a minha empresa tem uma sede, mas depois está presente em alguns sítios públicos, que por estarem fechados, não nos permitiu trabalhar). Como nesse dia não fui prevenida (ia sair só às 19h e tinha marcado a sessão de pressoterapia), iria na sexta. Na sexta enganei-me a ver o horário. Pensei que entrava às 10h e afinal entrava às 9h. Saí a correr de casa e já não levei o saco do ginásio nem coisa nenhuma. E ao fim-de-semana é complicado, porque saio do trabalho e tento sempre ir dar uma volta e tentar ter uma vida minimamente normal. Só desculpas, eu sei.

Para amanhã não há desculpas, vou já preparar o saco. Tendo em conta que saio às 18h, tenho mais do que tempo.

Para amanhã estava a pensar ir às aulas de RPM (30') e Body Balance (30'), porque são aulas de apenas meia hora. Meninas mais experientes, o que vos parece?

Além disso, não sei se devo comer alguma coisa antes ou depois do ginásio... Devo lanchar por voltas das 16h30 e as aulas são às 18h30.. Algum conselho?

Por último, alguém que tenha um blackberry que consiga fazer posts no blogger? É que eu seria bem mais assídua se o conseguisse...

Beijinhos e obrigada por estarem desse lado*

quinta-feira, 20 de junho de 2013

A conversa do costume

Há mais de dois meses que não escrevo nada por aqui. 

Na verdade, a minha vida está de pernas para o ar. O peso só aumenta e o propósito deste blogue está a passar completamente ao lado.

O novo emprego... Não é fácil. Eu sabia que não ia ser fácil, e não querendo parecer que passo a vida a queixar-me, isto exige muito de mim e o ambiente não é dos melhores.

Coisas positivas: gosto, gosto muito do que estou a fazer, apesar do parágrafo anterior. Tenho falado com pessoas do mundo todo, praticado imenso as línguas (há anos que não falava francês e agora consigo safar-me bem!) e até já sonho em inglês, francês, espanhol ou italiano. Passo o dia inteiro a falar quatro línguas que não são a minha e isso é esgotante. Saio de casa às 8h da manhã e volto às 20h. Trabalho todos os fins-de-semana e feriados e quando estou de folga (como hoje), não posso dormir até mais tarde porque estamos com obras cá em casa e os senhores às 8h já estão a fazer barulho.

Ando exausta, e gorda. Desmotivada, cansada e a precisar de férias. Férias essas que só virão no final de Dezembro (sim, leram bem, Dezembro). Entretanto, vou tentando aproveitar ao máximo esta oportunidade que me deram, o melhor que posso. 

E quanto ao peso... bem, para a semana começo no ginásio (matriculei-me num ginásio no centro do Porto, perto do trabalho, talvez seja mais fácil), e comprei umas sessões de lipocavitações, radiofrequências e pressoterapias, seja lá isso o que for. Já fui à primeira consulta fiquei a saber que tenho uma coxa 15 cm mais larga do que a outra (true story). Tenho um aglomerado de gordura debaixo do glúteo, por isso estão a imaginar o aspecto das minhas pernas...

Eu não me sinto com forças para recomeçar. Só sei que estou 10 kg mais gorda do que estava há um ano atrás e sinto-me mal. Sinto-me mal com o meu corpo, comigo, com as pessoas. Acreditam que ainda não fui visitar os meus amigos de Braga com vergonha de me verem assim tão gorda? Enfim...

Preciso de acordar para a vida, caso contrário daqui a pouco peso 100 kg e nem dou conta.

Já ninguém me consegue aturar com as minhas promessas do "agora é que vai ser". Ninguém acredita, nem eu. Espero não estar a gastar dinheiro no ginásio e nos tratamentos para nada. Preciso mesmo de me sentir bem. Mas isto de ter um trabalho que me obriga a estar sentada o dia inteiro também não ajuda...

Enfim, nem sei bem porque estou aqui a escrever, provavelmente já não há ninguém por aí.

Até breve,




domingo, 14 de abril de 2013

O P. vai fazer anos e eu preciso da vossa ajuda!

Bem, estou a começar a ficar preocupada. O meu P. faz anos daqui a menos de um mês e eu não sei o que lhe hei-de dar!

Para vos contextualizar um bocadinho (e para perceberem o meu desespero), eu e o P. namorámos há mais de 6 anos (fizemos em Fevereiro). Desde então, foram 5 aniversários dele, 5 natais, e muitas prendas só porque sim. A acrescentar a isto, temos os meus pais sempre a pedir-me sugestões (e sou sempre eu que escolho) para as prendas de aniversário e de Natal do P. O problema é que o rapaz tem gostos muito específicos (não vou lá com livros ou dvd's) e faz 25 anos. Como faz 25 anos, eu queria surpreendê-lo, dar-lhe uma prenda diferente, fazer alguma coisa que lhe ficasse na memória! Mas não tenho ideias... Conto com a vossa ajuda, sim?:)

Aqui vão algumas coisas sobre o rapaz:

- Vai fazer 25 anos (eheh);

- É enorme (logo comprar roupa ou sapatilhas para ele é um trabalho que exige alguma planificação - temos sempre de encomendar as sapatilhas com antecedência, por exemplo);

- Adora carros;

- Adora motas;

- Não gosta de ler;

- Recusa-se a comprar dvd's;

- Não gosta de ver séries (só algumas muitooo específicas).

E para já é isto... Para acrescentar a tudo isto, há uma grande probabilidade de eu ter de trabalhar no fim-de-semana em que ele trabalha, por isso já estou mesmo a ver que se calhar vamos jantar juntos e vai ser uma sorte.... :(

(Este post é agendado.)

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Semana complicada!

Meninas, olá!

Desculpem a ausência durante esta semana, mas a verdade é que nem o computador liguei. A minha semana de trabalho começa ao sábado e, para tentar a continuar a ter uma vida normal, sábado e domingo são dias de jantar com o namorado e com a família. Afinal, é o fim-de-semana deles. Depois, nos outros dias, cheguei sempre a casa tarde e só queria tomar banho e dormir.

Hoje é dia de folga, logo é dia de pesagem. Hoje a balança apontou 74,2 kg, menos 1,300 kg do que na semana passada. Contudo, para mim este peso não é o real, porque estou menstruada e nesta altura do mês costumo pesar sempre menos.. De qualquer forma, alguma coisa deve ter ido à vida!

Como vos tinha dito, na terça-feira fui à nutricionista. Quando me pesei, ela disse "tenha calma, nós vamos conseguir": Acho que ficou mais em choque do que eu (ela tinha a minha ficha, da anterior nutricionista).

Sugeriu-me um plano novo, que vou experimentar durante 15 dias. Não é muito diferente do que fiz até agora, mas a verdade é que eu preciso de alguém que me vigie, porque o que devo fazer eu já sei..

Na terça-feira, às 20h e vestida pesava 76,2 kg. Vamos ver como será daqui a 2 semanas.... Entretanto, o novo plano é assim:

Pequeno-Almoço: 1 pão escuro ou 2 tostas  (c/ fiambre de aves, manteiga magra, philadelphia light, queijo magro ou doce sem açúcar) + 200 ml de leite magro (c/ café, cevada, canela... o que quiser) - aqui, em princípio, vou optar pelo pão, sinto-me mais saciada. E o leite, à partida, será sempre com café.

Lanche: 1 fruta + 1 iogurte sólido magro

Almoço: Sopa de legumes + Carne/peixe + Legumes/Salada 

Lanche 1: 1/2 pão (40g) (c/ fiambre de aves, manteiga magra, philadelphia light, queijo magro ou doce sem açúcar) + 1 iogurte sólido magro

Lanche 2: 1 fruta

Jantar: Igual ao almoço ou Sopa de legumes + fruta

Ceia: 1 chá + 2 bolachas

(Nos dias em que não trabalho, e me levanto mais tarde, salto o lanche da manhã e na ceia substituo o chá por um copo de leite ou iogurte - porque também me deito mais tarde).

Ontem foi o primeiro dia do novo plano. Confesso que alterei um bocadinho a ordem das coisas, porque tinha em casa umas coisas para gastar. No meio da manhã comi um iogurte com cereais Activia que tinha comprado para experimentar (don't like). No Lanche 1 comi o que devia ter comido de manhã (1 fruta + 1 iogurte) e quando cheguei a casa comi gelatina. Quando me deitei comi 4 bolachas em vez de duas, mas no geral penso que correu bem...

Que vos parece?

Beijinhos*

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Vamos voltar à nutricionista

Hoje de manhã fui à depilação. Já não fazia depilação há cerca de um mês. De há cerca de um mês para cá engordei quase cinco quilos. Imaginam a visão, certo?

Quando ia para lá, passei no local onde costumava ter as minhas consultas de nutrição. Decidi enviar uma mensagem à minha nutricionista adorada (mesmo!), para saber se ela hoje estava por cá (as consultas são quinzenais, à sexta). Como não me respondeu, no regresso decidi ir lá. Fiquei desiludida; a minha nutricionista deixou de dar lá consultas, porque deixou a empresa e provavelmente não a iriam substituir. 

Entretanto, depois do almoço, a Dra. A. ligou-me e explicou-me a situação. Disse-me que tinha arranjado um emprego noutra área (mas dentro da nutrição) e que hoje era o último dia na empresa. No entanto, e apesar de aqui perto da minha casa não se retomarem as consultas, existe outro sítio na minha cidade onde uma colega dela dará consultas, para a substituir. Liguei logo para lá, e terça-feira às 19h30 tenho consulta. Acho que neste momento preciso mesmo de uma ajuda extra, alguém que me puxe as orelhas presencialmente, e alguém a quem prestar contas, além de vocês (que me ajudam a não desistir!).

A minha nutricionista (bem, tenho de deixar de lhe chamar isto:)) foi um amor, e disse que qualquer coisa de que precisasse, estaria disponível. Espero que tenha muita sorte no novo desafio que vai iniciar, tenho a certeza que sim!

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Dia 4 - Folga é dia de pesagem

Olá a todas,

Obrigada pelos vossos comentários. Está a fazer-me bem voltar ao activo :D



Hoje o dia começou mal; estar de folga à quinta e sexta-feira não é muito bom. Passo imenso tempo sozinha, porque os meus pais (com quem vivo) e o meu namorado trabalham (felizmente!) e todos os meus amigos estão ocupados com os seus próprios trabalhos ou estudos.
Foi um dia aborrecido, e logo este, que começou tão cinzento...

Durante este mês vou trabalhar aos fins-de-semana, o que significa que terei sempre folga às quintas e sextas. Por isso, decidi que quinta-feira será o dia oficial de pesagem. Hoje, a medo, pesei-me. Afinal, depois de 15 dias de bom comportamento engordei 200 gramas, achei que com 3 dias de desgraça na Páscoa iria engordar uns 3 kg. A sério. Mas não, hoje saltei para a balança e pesava 75,5 kg. É imenso, é assustador, mas são "só" 700 gramas, o que para mim é bom. Vamos ver como estou daqui a uma semana?:)

Apesar de só ter trabalhado de segunda a quarta-feira, esta semana já me sentia bastante cansada; de domingo para segunda dormi mal, e na segunda e terça deitei-me tarde e dormi pouco. Por isso, quando hoje acordei às 9h, virei-me para o outro lado e deixei-me dormir... Acordei às 11h30, isso não me acontecia há meses!

Por ter acordado tarde, acordei cheia de fome, mas com a noção que teria de almoçar relativamente cedo e o tempo entre o pequeno-almoço e o almoço seria pouco. Comi demais ao pequeno-almoço e depois comi pouco ao almoço. Não considero um dia positivo, mais uma vez...

11h45: Leite magro com café e adoçante + 1/2 pão com philadelphia light + 4 tostas integrais + 3 bolachas maria (:/)

14h: Sopa de legumes + 1 fatia de broa de milho + morangos + gelatina (que almoço parvo, eu sei)

18h10: 1/2 pão com philadelphia + 1 iogurte magro

21h20: Sopa de legumes + 1/2 manga com linhaça + gelatina

Para já está assim, veremos se até me deitar tenho fome ou não...


Fiz 45 minutos de elíptica, caminhei cerca de 40 minutos (fui a vários sítios), bebi 2 litros de líquidos e, mais importante, há 3 dias que resisto às amêndoas que estão na sala! E isso, garanto-vos, tem sido mais significativo do que fazer as refeições em condições...

Ainda não entrei nos eixos a 100%, mas eu vou entrar e vou conseguir chegar onde quero! :)

Beijinhos,

Dia 3 - Arestas a limar

Olá a todas,

Hoje foi mais um dia quase quase perfeito, mas aos poucos eu chego lá! Acho que hoje tive verdadeiramente noção do quão mais gorda estou. O meu rabo está redondo outra vez! A sério, parece ridículo, mas o rabo e o peito são as coisas que eu noto logo que aumentaram ou diminuíram. E, acreditem, ambas as partes aumentaram bem. Não tivessem aumentado as ancas, as bochechas e a barriga, isto até nem seria mau de todo... Enfim!

Então, o dia foi assim:

7h30: Leite magro com café e adoçante + 1/2 pão com philadelphia

8h30: 1 café sem açúcar ou adoçante (tomo sempre este café, mas esqueço-me de o apontar aqui).

10h30: 1 iogurte líquido magro + 1 morango (mais uma vez, não consegui ficar-me pelo iogurte...

13h20: Sopa de legumes + Bróculos cozidos com omelete (2 ovos) de fiambre de peru

13h45: 1 café em açúcar ou adoçante (tomo sempre este café, mas esqueço-me de o apontar aqui).

16h40: 1 iogurte líquido magro + 1/2 pão com fiambre de perú e 2 morangos (tinha fome :\)

19h20: 5 morangos + 2 bolachas maria 

21h00: Sopa de legumes + 2 morangos (passei o dia a comer morangos!)

22h30: 1 maçã com linhaça (era suposto ser esta a minha sobremesa, mas tive de sair e só comi quando voltei).

00h30: Chá com 5 bolachas maria (bad :\)

Ora bem, isto hoje foi morangos a mais... 

Tenho de arranjar uma solução para o segundo lanche, já que lancho às 16h30, chego a casa por volta das 19h e costumo fazer elíptica das 19h45 às 20h30.... Comer um iogurte não me parece razoável, porque já bebo dois durante o dia e seriam iogurtes a mais, mas também não sei bem o que comer... A essa hora já tenho fome, e se não comer nada entre as 16h30 e a hora a que janto, depois é bem pior... O que me sugerem? Alguma alteração nos iogurtes, ou até no primeiro lanche?

Em relação ao exercício físico, hoje foi assim:

40 minutos de elíptica antes do jantar
35 minutos de caminhada depois do jantar (os meus pais queriam ir caminhar e eu aproveitei para ir com eles; sempre estiquei as pernas e conversei com eles um bocadinho :))

Hoje o dia foi bastante equilibrado, tirando os morangos a mais e as bolachas :\

Amanhã e depois não trabalho, e vou estar praticamente sempre sozinha. Espero que não dê asneira :(

Beijinhos e obrigada!


quarta-feira, 3 de abril de 2013

Dia 2 - quando é que ganho juízo?

Olá,

Como prometido, venho cá deixar o meu relato do dia de ontem, mas começo já por dizer que não foi perfeito. Hoje é outro dia, e espero que corra bem!

7h30: Chá + 1/2 pão de mistura com philadelphia

10h30: 1 maçã e 1 iogurte líquido magro (tive de comer a maçã. porque só com o iogurte ficaria com fome)

13h10: Sopa de legumes + Legumes cozidos (couve branca, couve portuguesa e cenoura) + delícias do mar (só isto, ontem não tive tempo para fazer mais)

16h30: 1 iogurte líquido magro + 1/2 pão de mistura com fiambre de frango

19h00: a desgraça: cheguei a casa cheia de fome (talvez por causa do almoço) e comi 3 bolachas maria, algumas umas (umas 6), 2 morangos e uns bocadinhos de bolos que andavam aqui do fim-de-semana. Não foi nada de extraordinário, mas foi desnecessário. Estava com tanta fome, mais valia ter comido sopa. Enfim!

21h: Sopa de legumes + morangos com linhaça e canela

Em relação ao exercício, estive mesmo para não o fazer. Cheguei a casa cansada e aborrecida (estar 8 h sentada não é fácil, acreditem), mas depois do deslize achei que não teria coragem de chegar aqui e dizer-vos que comi o que não devia e não fiz nada para atenuar a situação :) Por isso, troquei de roupa e fiz 40 minutos de elíptica. 

Bebi 2 litros de água, e andei pouquinho a pé :(

Beijinhos para todas,


terça-feira, 2 de abril de 2013

A mudança de 180º dos últimos tempos

Quem me segue há mais tempo, provavelmente achará a primeira parte deste post um bocado chata, mas como reparei que tenho seguidoras novas, tenho de começar pelo princípio :)

Em Outubro de 2011, fui viver para Braga sozinha. Eu sou do Porto e toda a vida vivi com os meus pais, excepção feita aos 6 meses que vivi em Itália em 2010, quando fiz Erasmus. Terminei o curso em 2010 e, depois de um gap year, entrei no Mestrado na Universidade do Minho. Como era em regime pós-laboral, optei por ir viver para lá e, consequentemente, arranjei lá um emprego. No mesmo dia dormi pela primeira vez no meu apartamento, comecei a trabalhar e comecei as aulas. Nunca me vou esquecer desse dia :)

Fiz o primeiro ano curricular e entretanto podia ter voltado para o Porto. Mas renovaram-me sucessivamente o contrato e eu gostava, genuinamente, do que fazia. Apesar de ser uma loja muito complicada no que diz respeito aos clientes e ao trabalho em si (é de loucos, especialmente em épocas de Natal e férias), a verdade é que eu gostava muito de lá trabalhar. Resmungava imenso com tudo, e sempre que vinha a casa aos fins-de-semana era ver-me maldizer a minha vida, mas lá eu sentia que, apesar de nem sempre o demonstrarem, até davam valor ao meu trabalho.

Como devem imaginar, quem anda uma vida inteira a estudar (e que até tem um currículo, para muitos invejável), contentar-me com um emprego numa loja é redutor. Eu própria dizia mal da minha vida, porque não via grande futuro à minha frente.

Em Janeiro deste ano relatei aqui no blogue que tinha ido a uma entrevista para um estágio profissional e não tinha sido seleccionada. Essa entrevista foi no Porto, era para um cargo na minha área e era bom demais para ser verdade ter conseguido sequer ser seleccionada para a fazer. Na altura, disse logo que não me tinham escolhido e continuei a ter pena de mim.

No final de Fevereiro, ligaram-me; a pessoa que tinham seleccionado não era elegível pelo IEFP, e uma vez que eu era a segunda escolha deles, propuseram-me começar de imediato. Foi um choque. Sempre achei que estava preparada para a eventualidade de uma coisa destas acontecer, mas não. De um momento para o outro, eu tinha de deixar Braga, o Mestrado (não é conciliável) e o meu emprego. Não hesitei. Logo no dia seguinte fui despedir-me. 

Imaginava que ia ser difícil. Afinal, foi o meu primeiro emprego e eu sei que dei muito de mim àquela loja. Achava que até gostavam do meu trabalho, mas nós éramos bastantes funcionários, por isso pensei que não faria grande diferença eu vir-me embora. Não pude dar o mês de indemnização à entidade patronal e achei que isso me levantaria problemas e que a reacção deles não fosse a melhor.

O que aconteceu no dia que me despedi e nos dois dias seguintes (os últimos que trabalhei) foram muito além do que eu imaginei que pudesse acontecer. Nunca na vida me senti tão angustiada por alguma coisa. A reacção dos meus colegas, chefes, e os próprios serviços de recursos humanos é algo que nunca vou esquecer. Fizeram-me sentir verdadeiramente importante. Não queriam que me viesse embora, fizeram-me contra-propostas, sugeriram que viesse trabalhar para a loja do Porto, caso o facto de estar em Braga fosse um problema, e até me disseram que me conseguiriam arranjar um part-time de fim-de-semana no Porto para eu conciliar com o estágio e continuar na empresa. Foram absolutamente incríveis. A directora dos recursos humanos perguntou-me, durante esses três dias, se eu tinha a certeza que queria vir embora. Quando perceberam que eu não iria aceitar nenhuma das propostas, a gerente e os meus chefes mais directos vieram falar comigo pessoalmente. E o que eles me disseram.... bem, acho que só de pensar nisso fico com a lágrima no canto do olho :) Disseram-me que esperavam que eu tivesse muito sucesso (que sabiam que eu teria), mas que queriam que eu soubesse que podia sempre voltar, tanto para a loja de Braga como outra qualquer. A Gerente disse que caso eu precisasse, ela própria se encarregaria de me escrever uma carta de recomendação, e que se eu voltasse para lá, ela tinha a certeza que eu iria chegar longe. O meu chefe mais directo (com quem eu tinha uma relação incrível) deu-me o número de telemóvel pessoal dele (para, no futuro, se eu precisasse de voltar falar directamente com ele) e o outro (de um nível hierárquico superior) enviou-me uma mensagem pelo facebook que acho que vou imprimir e colar no quarto para ler sempre que o dia me correr mal.

E assim, passei de uma situação que achei que me deixava infeliz, para uma que achei que me faria muito feliz. Mas, a verdade é que sinto todos os dias saudades deles. Sinto todos os dias saudades da minha rotina. E o ambiente onde trabalho agora parece-me demasiado hostil (a equipa é pequena e só de mulheres). 

Se me arrependo? Claro que não! Eu tinha de tentar e o trabalho que estou a fazer agora é muito bom e tem tudo a ver com o que eu estudei. Mas aquela loja e aquelas pessoas vão ficar-me no coração. Chorei imenso no dia em que me vim embora e sei que, se um dia lá voltar, serei recebida de braços abertos.

E pronto, aqui fica a minha história. Tudo isto para dizer que mudei de um emprego onde passava o dia a correr, para outro onde estou 8 horas sentada. Isto deve explicar alguma coisa...

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Dia 1

Meninas, começo por agradecer os vossos comentários e sugestões ao post de hoje. Como devem ter reparado, ele foi agendado e amanhã deve aparecer outro pelo mesma hora. Como tive tempo ontem, optei por agendar dois posts, para não deixar o blogue ao abandono :)

Das vossas opiniões, todas me pareceram mais ou menos de acordo em relação a não fazer o exercício em jejum, mas a verdade é que não consigo comer logo que acordo, por isso tornar-se-ia complicado; só se me levantasse às 6h da manhã, e para já não é possível.

Depois, em relação à fruta depois do almoço, confesso que me faz um bocado de confusão, mas vou experimentar e depois logo vejo o resultado.

Hoje o dia ainda não foi perfeito. A mãe do P. fez anos e fomos jantar. No final, voltámos a casa dele e eu provei um bocadinho do bolo de aniversário. O dia foi assim:

8h30: Chá sem açúcar (estava maldisposta) + 1/2 pão de mistura com queijo magro

11h20: 1 iogurte líquido magro

13h10: Sopa de legumes + cabrito no forno (sobrou, há que comer!) + legumes cozidos + 1 maçã

16h40: 1 iogurte líquido magro + 1/2 pão de mistura com fiambre

19h: 1 bolacha maria (lool)

20h: Sopa de legumes (comi antes de sair de casa para o restaurante porque estava cheia de fome e achei melhor assim).

21h: Salmão na brasa + legumes salteados + salada mista + pedacinho de bolo.

Não foi um dia perfeito, mas penso que foi um dia equilibrado, tirando ali o "deslize" ao jantar. Mas foi um deslize calculado, digamos assim.

Bebi quase 2 litros de água, fiz 40 minutos de elíptica (aumentei um bocadinho o tempo) e andei bastante a pé. Foi positivo, não foi?

Agora vou dormir porque a noite passada não dormi mais de 4h e amanhã às 7h o despertador toca. Amanhã é dia de entrar mais cedo.

Beijinhos,

Novo(s) Plano(s)

Olá olá!

Bem, como vos disse no post anterior, estou a pensar fazer umas alterações ao meu plano alimentar, tendo em conta que o meu anterior, apesar de correcto, não estava a dar-me os resultados pretendidos.

A minha vida mudou drasticamente no último mês. Tenciono escrever sobre isso em breve, mas para este post não ficar gigante, vou avançar esta questão :)

O meu horário de trabalho é das 10h às 19h (detesto). Levanto-me às 7h30, faço 30 minutos de bicicleta elíptica em jejum, tomo um banho e às 8h30 estou a tomar o pequeno almoço. Como vos disse num dos posts anteriores, a alimentação tem sido equilibrada:

8h30 - Leite magro com café e adoçante + 1 pão de centeio, mistura ou integral com queijo magro

11h20: 1 iogurte magro +  2 tostas

13h/14h: Sopa + carne/peixe/soja com legumes ou salada

16h/17h: 1 maçã e 2 tostas

19h30: 1 iogurte líquido magro

21h: Sopa de legumes + fruta (às vezes janto um bocadinho do que houver).

Continuo a beber muita água e os cafés que tomo (2 por dia) não têm açúcar ou adoçante.

Tendo em conta que os resultados não apareceram (muito pelo contrário), e depois de ter dado uma vista de olhos no plano da Tralhas, decidi que, durante o mês de Abril vou fazer o seguinte:

8h30: 1 copo de leite magro ou 1 iogurte líquido magro + 1/2 pão de mistura ou integral ou centeio com queijo magro ou fiambre de aves

11h: 1 iogurte líquido magro ou um pacotinho de leite magro (dependendo do que tomei ao pequeno-almoço)

13h: Sopa de legumes + Carne/peixe/ovos+ legumes ou salada + 1 peça de fruta

16h30: igual ao pequeno-almoço

19h30: 1 bolacha maria (a esta hora estou no comboio, não tenho, para já, uma termos onde possa levar o chá quente como ela recomenda)

21h: Sopa de legumes e fruta (dou-me bem com este jantar. Só ao fim-de-semana é que posso eventualmente comer como ao almoço).

Ceia: Durante a semana não costumo fazer porque me deito sempre antes das 00h00.

O que vos parece? A mim parece-me bem. É diferente do que estou a fazer, elimina as tostas e parece mais "normal". Só me faz um bocadinho de confusão a peça de fruta ali depois do almoço, o que acham? 

Vou tentar vir cá todos os dias relatar, pelo menos, o diário alimentar e o exercício físico. Assim vocês podem sempre dar as vossas sugestões e eu registo tudinho.

Aceito sugestões :D

Tenham uma óptima semana :D

P.S.: Em relação ao exercício físico, a Joana, do Croissant de Chiclate, sugeriu que talvez não fosse boa ideia fazê-lo em jejum. Qual é a vossa opinião?


domingo, 31 de março de 2013

A Páscoa

Ou o fim-de-semana da Páscoa foi uma desgraça autêntica.

Depois da desilusão de ver o peso subir após duas semanas de alimentação correcta e de bastante esforço, eu sabia que algo deste género iria acontecer. Há uns tempos atrás, uma coisa assim dar-me-ia motivação para continuar, mas desta vez isso não aconteceu.

Por isso, nem sei o que comi, mas sei que foi muito e mal. 

Entretanto, li as vossas dicas e decidi que, se este plano que, apesar de prescrito por uma nutricionista para mim, não está a resultar, vou tentar fazer alguma coisa diferente.

No próximo post seguem as alterações que estou a pensar fazer, e espero que me façam as vossas observações, sempre tão úteis. Amanhã é uma segunda-feira e é dia 1 de um novo mês. Há motivo melhor do que este para recomeçar? :) (se bem que nunca fui apologista do pensamento à segunda é que começa a dieta, mas vamos ver").

Espero que a vossa Páscoa tenha corrido melhor do que a minha (tenho a certeza que sim :)).

Beijinhos a todas.

sexta-feira, 29 de março de 2013

I-m-p-o-s-s-í-v-e-l

Olá olá!

Tem sido impossível passar por cá: chego a casa muito tarde, saio muito cedo, e os posts prometidos para o fim-de-semana passado não foram escritos por falta de tempo. Tive de fazer a mudança de Braga para cá e isso tomou-me o meu sábado e domingo. Quando estava pronta para descansar, já era segunda-feira e tinha de ir trabalhar!

Bem, o trabalho não é bem o que eu estava à espera, mas vamos esperar para ver ;)

Em relação à dieta... Bem estou tão, mas tão desmotivada... Comecei a trabalhar no dia 18 de Março e pesava 74,6kg.
Todos os dias acordo mais cedo faço 30 minutos de elíptica em jejum, às vezes ainda faço mais 30 minutos antes de me deitar, bebo imensa água, alimento-me bem e a horas e ontem pesei-me e tinha 74,8 kg. Quase duas semanas depois, são estes os resultados.  Eu não sei onde posso estar a errar, mas é tão frustrante... A minha alimentação tem sido assim:

8h30: Leite com café ou chá com um pão de mistura e philadelphia light

11h20: 1 iogurte ou 1 iogurte e 2 tostas ou 1 gelatina e 2 tostas

13h ou 14h: Sopa de legumes + Salada ou legumes + carne ou peixe + 2 colheres de sopa de arroz (às vezes).

16h ou 17h (depende da hora de almoço): 1 maçã e 2 tostas

19h30: 1 iogurte líquido

21h30: Sopa de legumes e fruta ou gelatina (às vezes como um bocadinho do que for o jantar ainda ontem foi coelho estufado, mas pouquinho).

Ceia: Chá.

O que consideram que pode estar mal? Eu não sei o que pode ser... Estou a tentar comer bem, não cortar ou restringir muito, mas já não sei o que fazer...

Beijinhos a todas*

quarta-feira, 20 de março de 2013

I'm Alive!

Olá meninas!


Desculpem a ausência e este post tipo telegrama. 

Comecei na segunda-feira o estágio e, para já, estou em formação. Estou a gostar, é na minha área, mas são mil coisas para saber ao mesmo tempo.

Não tenho tempo nenhum. Saio cedissímo de casa e regresso noite cerrada. Tenho comido a horas e em condições (yey!) e feito 30 minutos de elíptica em jejum logo quando acordo. Sinto-me exausta e nem sei se me sinto feliz eheh

No fim-de-semana venho cá dar novidades :))

Beijinhos e obrigada*

sexta-feira, 15 de março de 2013

The (ugly) truth

Bem, cá estou eu novamente. Hesitei muito antes de vir cá escrever(-vos). A verdade é que este blogue era um blogue de emagrecimento e, ao mesmo tempo, um blogue que descrevia uma história de perda de peso bem sucedida. Ainda em evolução, mas bem sucedida.

O ano passado por esta altura andava bastante preocupada porque pesava cerca de 70 kg. Para quem já tinha pesado 85 kg, era óptimo, mas eu queria pesar menos. E pesei menos; no Verão andei entre os 66-67 kg. E comecei a engordar. No Natal pesava 68,5 kg e achava que era muito. Hoje peso 76 kg e estou em pânico. Preciso de ajuda. Preciso da vossa ajuda. 

Na segunda-feira vou começar uma nova fase. Assim só para resumir, voltei para casa dos meus pais. Mudei de emprego (logo vos conto), e aqui as tentações estão em todo o lado. Eu já não sei viver assim. Vivi 1 ano e meio sozinha, numa casa onde só entrava o que eu queria e achava que era correcto. Tenho de aprender a viver assim novamente. E tenho de emagrecer.

Eu gostava de me fixar nos 66-68 kg. E sei que consigo chegar lá. O problema é que agora olho ao espelho e detesto o que vejo. A roupa fica-me apertada, sinto-me gorda, sinto-me mal. E em vez me dar motivação para emagrecer, parece que só me dá vontade para comer mais e mais. 

Estas últimas duas semanas têm sido terríveis. Como vos dizia, vou começar num emprego novo e espero que esse seja o mote para as coisas começarem a correr bem. O emprego (é um estágio) vai durar 9 meses. E eu estava a pensar definir como meta o fim do estágio para chegar ao peso ideal. 10 kg em 9 meses não é muito, pois não? Dá pouco mais de 1 kg por mês. Quero fazer as coisas devagar e em condições. Nada de restrições malucas. Nada de dizer não a tudo que seja jantares e convívios. 

Quem está comigo?

Mais de um mês depois

Voltei.

Mudei o endereço do blogue (o iwanttobe63 não faz sentido absolutamente nenhum), e mudei muito também (para pior).

Ainda há alguém por aí?

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Selo Liebster

A Sweet atribuiu-me o Selo Liebster (obrigada!)
Regra geral não sou de responder a este tipo de coisa, mas aqui vai :))




Tenho que:
  • Postar 11 coisas sobre mim;
  • Responder às 11 perguntas que me foram atribuídas;
  • Nomear 11 blogs com 200 ou menos seguidores, colocar o link do blogue a avisar do prémio (vou passar esta)
  • Fazer onze novas perguntas aos nomeados(e esta também :))

Então...
11 coisas sobre mim:
  1. Sou filha única;
  2. Joguei basquete durante uns anos na adolescência e tive muita pena quando deixei de jogar;
  3. Tenho outro blogue (ainda activo, mas onde não escrevo) onde relatei grande parte das minhas aventuras por Itália;
  4. Todos os meus melhores amigos são rapazes, sendo que a amizade que mantenho com os dois mais antigos já data de há 23 anos (ou seja, desde que nascemos).
  5. Quando tinha 9 anos fiquei sem casa; Houve uma fuga de gás e a casa foi pelos ares. Os meus pais tiveram de começar do zero (numa altura em que tinham a vida deles já bem encaminhada, sem dívidas de casa, carros ou seja o que for. Por tudo o que conquistaram após o que aconteceu, a admiração que sinto por eles ainda é maior.)
  6. Nunca experimentei drogas. Fumei uma única vez (tabaco), só para ter a certeza de que aquilo era terrível. Nunca fui uma "Maria vai com os outros", especialmente porque todos os meus amigos, numa ou noutra altura (fase parva) fumavam e eu não.
  7. Conheci o meu namorado na Kadoc, numas férias de Verão, apesar de vivermos bastante perto.
  8. Sempre fui uma nulidade a Educação Visual e tudo que envolvesse desenhar ou criar alguma coisa. No Ensino Básico, os professores davam-me sempre 3 por bom comportamento e assiduidade, porque pelo talento... enfim:)
  9. Nunca deixei que me dissessem o que devia fazer. Lembro-me de, com 12 ou 13 anos, a minha turma ter combinado toda ir ao cinema ver um determinado filme. Chegados lá, não havia consenso e, armado em parvo, um amigo meu foi comprar o bilhete para o filme que ele queria, "obrigando" a todos os outros irem comprar o mesmo. Eu era a última pessoa da fila e, quando chegou a minha vez, tirei o bilhete para um filme diferente e fui sozinha ao cinema.
  10. As minhas características mais evidentes sempre foram o "distraída, despistada e desorganizada". Com o tempo, isso foi mudando, mas continuo na mesma.
  11. Já fiz uma viagem de quase 20h sozinha para chegar de Itália a Portugal (e de avião!). Bolonha-Madrid-Porto foi a viagem mais alucinante que já fiz. Passar a noite inteira num banco do aeroporto de Madrid foi das coisas mais estranhas que já me aconteceram.
Resposta às 11 perguntas que me foram atribuídas
1 - Um sonho teu. Gostava muito de tirar um ano para viajar pelo mundo.
2 - Como te defines? Neste momento, descrente. Mas, em geral, sou bem-disposta, sonhadora e amiga.
3 - Uma história de infância que gostes. A Mulan e a Pocahontas (quando era miúda diziam que era parecida com ela).
4 - Uma língua que gostes de ouvir Italiano :) Adoro a língua.
5 - Uma língua que gostarias de falar A língua que mais gostaria de aprender era o italiano, mas isso já sei falar :) Por uma questão de curiosidade, talvez o mandarim, mas não gosto da língua.
6 - Um filme que te tenha marcado "Amigos Improváveis" e, mais recentemente, talvez o "Django". (tirando aquele sangue e tiros todos, pensar no que os escravos passaram dá-me voltas ao estômago).
7 - Viagem de sonho Adorava fazer uma Euro-Trip de mochila às costas. Já conheço alguns sítios, mas quero conhecer mais e viajar muito.
8 -  A aparência física tem importância? Tem, na medida em que se associe a aparência física à saúde e bem-estar.
9 - Um sabor que gostes Caramelo e doce de leite:)
10 - Uma bebida que detestes Gin Tónico. Não suporto!



Bem, como isto já vem com tanto atraso, não vou atribuir o prémio a ninguém, mas agradeço profundamente à Sweet :)

Beijinhos a todas!

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Obrigada

Olá meninas,

Como disse no desabafo ali em baixo, esta semana não tive net em casa. Queria muito ter vindo agradecer-vos por todos os comentários que fizeram a este post. Tivesse eu impresso o que escrevi e colado no espelho e a semana teria corrido muito melhor...

As bolachas da Joana

No fim-de-semana passada estava tão bem disposta que me apeteceu fazer bolachas. Lembrei-me logo logo das bolachas com pepitas de chocolate da Joana. E foi o melhor que podia ter feito, elas são de comer, comer, comer e chorar por mais :D

Aqui fica a receita (com as devidas alterações) e as fotografias (com o telemóvel, estão fraquinhas)


Ingredientes:

* 240g de manteiga com sal;
* 110g de açúcar branco;
* 165g de açúcar amarelo; 
* Dois ovos;
* Duas colheres de chá de essência de baunilha;
* 350g de farinha de trigo;
* Meia colher de chá de sal fino;
* Uma colher de chá de bicarbonato de sódio (não coloquei)
* Uma colher e meia de chá de fermento;
* 380g de pepitas de chocolate negro (ou chocolate negro partido em pedaços pequenos). (coloquei cerca de 150 g e foi mais do que suficiente :))





Confecção: 

* Juntar a manteiga com o açúcar e o açúcar amarelo e bater com a batedeira durante três minutos até ficar bem cremoso;

* Adicionar os ovos e a essência de baunilha e bater durante mais dois minutos;

* Acrescentar o bicarbonato de sódio, o fermento, o sal e a farinha e incorporar bem;

* Juntar as pepitas de chocolate e mexer até ficarem bem distribuídas;

* Fazer bolinhas com a massa e colocar num tabuleiro coberto com papel vegetal (fiz bolinhas com as mãos);

* Levar ao forno pré-aquecido a 180º durante 14 minutos;

* Retirar o tabuleiro do forno e deixar arrefecer durante dois minutos;

* Retirar as bolachas ainda sobre o papel vegetal e transferir para uma superfície fria; 

* Deixar arrefecer pelo menos durante três minutos. 


Assim, participo também no sorteio :)

P.S. Façam as bolachas! :)

Esta semana foi das piores dos últimos tempos

A todos os níveis. Todos. E quis tanto vir aqui escrever sobre isso, mas a net decidiu não colaborar e não consegui vir aqui durante toda a semana.

De seguida seguem as lamentações.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Chega

Olá a todas!

Como estão? Espero que tenham passado óptimo fim-de-semana! 

O título deste post é forte, mas também é forte a mensagem que quero hoje aqui deixar.

Estou farta. Farta da mim, da minha vida. Aliás, estou farta de ter pena de mim, isso sim. Eu nunca fui assim. Tenho saudades da pessoa que eu era há cinco anos atrás, há dois anos atrás, no ano passado, há 6 meses atrás! Eu não me reconheço no ponto em que estou.

Nunca fui melodramática. Na verdade, pessoas que são como a pessoa em que me tornei, sempre me irritaram profundamente. Mimimi que estou tão infeliz, nada na minha vida corre bem, não tenho o emprego que gostava, queria ser mais magra, queria gostar do Mestrado, queria ter um corpo assim, queria fazer isto, ai a minha vida é tão triste, não é, de todo, a pessoa que eu sou. Não pode ser. Sempre fui super optimista e de bem com a vida. É claro que a vida me tem dado algumas bofetadas, desilusões, e muitos motivos para chorar. Mas, não é isso que ela é? Não é a isso que se chama crescer? Às vezes penso que o problema reside no facto de ter sido sempre demasiado feliz. Ou seja, tudo na minha vida sempre correu bem: tinha uns pais fantásticos, um grupo de amigos pequeno mas muito unido, um namorado que gostava de mim (apesar dos quilos a mais:)), entrei no curso que queria, fui sempre óptima aluna e fui ouvindo, ao longo dos anos (e em especial durante a licenciatura), que a vida me iria sorrir sempre. Eu era das melhores alunas da faculdade, fiz imenso voluntariado ao longo do curso, fiz erasmus, falo 3 línguas estrangeiras, etc etc. O problema foi esse. Se calhar criei expectativas demasiado altas. Mas, se pensarmos, quando entrei na faculdade, o país (e a Europa em geral) não estava no estado crítico que se encontra hoje. Por isso, é normal que os sonhos tivessem outro fundamento.

Deixei-me levar num negativismo profundo que nada tem a ver comigo. Toda a gente me conhece pelo sorriso fácil. Hoje em dia, as coisas não têm sido bem assim. Por isso, a partir de agora decidi que já chega. Tenho tentado, nos últimos tempos (bem, acho que toda a vida fiz isto, mas agora com outra "intensidade") ver o bright side da coisa:

- Trabalho numa loja, recebo uma miséria e, muitas vezes, parece que não dão valor ao meu trabalho? (mais os clientes do que os chefes propriamente ditos, mas pronto). Tenho emprego. Bom ou mau, a ganhar muito ou pouco, estou a aprender. Estou a aprender a ser mais paciente, a lidar com pessoas de outra forma, aprendi a ter horários e responsabilidades que não tinha. Se podia ter essas responsabilidades noutro local? Podia, mas para já é isto que tenho e, quem sabe, esta experiência não me vai ser útil no futuro!

- Estou a tirar um mestrado que provavelmente não servirá para nada? Certo, mas estou a tentar aprender mais, uma área ligeiramente diferente da qual me licenciei, estou a tentar ficar com um grau académico superior para, quem sabe, um dia ir mais longe. Tenho a oportunidade de fazer o Mestrado, e isso só pode ser positivo.

- Estou longe da família e do namorado? Sim, mas sei que me apoiam incondicionalmente. Viver sozinha é mau, mas é também muito bom. Tal como o trabalho, ensinou-me a ter outras responsabilidades, outra organização e a ter o meu espaço. Há alturas em que me apetece muito voltar para casa dos meus pais, mas sei que, quando isso acontecer, vai ser complicado.

- Estou a gastar muito dinheiro e nem sei se vale a pena? Pois, correcto. Mas os meus pais ajudam-me (aliás, sem eles eu nunca poderia estar aqui). E isso é bom, ou seja, eu tenho muitaaaa sorte em ter a ajuda dos meus pais. O meu pensamento de coitada aqui não se insere, mesmo. Tenho quem me ajude e me apoie, o que quero mais?

- Os meus amigos do Porto estão a desaparecer. Ok, se calhar não eram mesmo amigos. Se calhar até é uma boa forma de perceber melhor as coisas.

- Estou mais gorda, vão reparar, ai que horrível que me sinto? Os dias não são todos iguais. De facto, há alturas que estes pensamentos me assolam o pensamento e chego a sentir-me verdadeiramente infeliz. Mas depois, há dias (e é tão frequente!), que vejo pessoas em cadeira de rodas, jovens com este ou aquele problema de saúde, ou senhoras que me vêm perguntar se temos gorros na loja porque estão a fazer quimioterapia e o cabelo está a cair (como foi o caso de hoje), e eu penso: e tu és infeliz porquê, mesmo? 

Isto tão só alguns exemplos, como é óbvio. Mas é bom fazer este tipo de levantamento de ideias, para mais tarde vir aqui reler. Os meus problemas são grandes, se eu fizer com que sejam. Os meus problemas serão menores se eu minimizar a "gravidade" da situação, e tentar mudar as coisas.

Não gosto do tema da tese? Vou tentar, então, terminá-la (neste caso começá-la) o mais rapidamente possível, para me livrar disto de uma vez por todas. Tenho saudades dos meus pais e do meu namorado? Então quando estiver em casa vou aproveitar ao máximo o tempo que estou com eles, em vez de passar fins-de-semanas inteiros fechada em casa. Custa viver sozinha? Sim, mas vou aproveitar enquanto posso para o fazer. Daqui a uns meses já não será a mesma coisa. Os amigos não são a mesma coisa? Vou preservar os que tenho e fazer novos. Tenho de me abrir mais a novas amizades, coisa que não faço. 

E em relação ao que realmente trata o blogue? Bem, isso é a parte mais difícil, até porque acredito que se não estivermos bem psicologicamente, tudo o resto é complicado. Para já tenho tentado não pensar (demasiado) nisso. Tenho tentado não querer resultados imediatos. Tenho tentado comer mais e melhor. Os resultados irão aparecer. Sei que desta vez vai ser um processo mais lento, mas há-de ser definitivo. Por isso, comprometo-me aqui em ir relatando os meus dias ao nível da alimentação e do exercício físico, porque confio em vocês para me ajudarem :))

Bem, desculpem o desabafo, mas há alturas em que tem mesmo de ser :D

Beijinhos para todas*

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Obrigada meninas :)

Olá olá!

Então, pensavam que tinha desaparecido novamente? Naaa, tive foi imensos problemas com a net e ainda não percebi bem como postar através do blackberry (acho que tenho de lá configurar lá qualquer coisa, porque não dá para abrir quase nenhuma página da internet.)

Tal como previa, escrever aqui e, acima de tudo, ler os vossos comentários, fez-me muito bem. É engraçado como amigas virtuais podem ser muito mais amáveis, reconfortantes e compreensivas do que as pessoas que me rodeiam no mundo real.

A verdade é que cada vez me isolo mais. Viver sozinha é óptimo, mas às vezes sinto-me mesmo muito sozinha. Eu sei que parece a lenga-lenga do costume, que é, mas não sei mesmo o que fazer, neste momento, para mudar isso.

Mas, como dizia, escrever aqui fez-me bem. Tenho andado mais controlada, não tive uma compulsão propriamente dita e estou a pensar mais em mim. Ainda hoje fui a uma entrevista para um estágio profissional, coisa que não fazia há mais de um ano. Aliás, nem enviava currículos. Mas eu não posso, nem vou, acomodar-me à vida parva que tenho levado, porque isto não é vida. Quase de certeza que o lugar não vai ser para mim (não estou a ser pessimista, só mesmo realista), mas pelo menos tenho o sentimento de "dever cumprido", de ter feito algo por mim.

As coisas com o namorado também não têm sido fáceis. Vivermos afastados durante a semana não tem sido fácil, especialmente porque chegamos ao fim-de-semana e passamos pouquíssimas horas juntos. Mais uma coisa a tentar melhorar.

Mais uma vez, muitíssimo obrigada a todas que estão desse lado. Eu sei que posso não dar notícias com muita frequência (e quando dou, é para me lamentar), mas vocês são importantes. Obrigada! :)